Asherah, a rainha dos céus, o culto mariano.

 
O culto designado por culto mariano tem origem física no culto a asherah, esta rainha dos céus pela forma como se manifesta sob os mesmos padrões, aspecto angélico e maternal, em espaços arvorados, com manifestações doutrinárias em massa e regentes. Padrão sempre simétrico a formar exaltação e devoção à sua própria pessoa fomentando a crença de sua importância similar à pessoa mais importante no universo. Esta aberração satânica é uma abominação e uma provocação direta ao Deus criador dos Céus e da terra. Sob sua entidade o papado tem estabelecido relações ao ponto de na terra promover o principado. Tudo que faz é um paralelo para que seja exaltada acima de tudo e de todos como tal mãe para seus filhos. Trata a humanidade como seu reino impondo nesta, normas e princípios similares mas de conduta oposta aos instituídos por Deus desde a Criação. Esta rainha amante de si mesma, doutrina por meio de seus convictos súbditos implacando uma feroz inquisição com pomposos e convincentes rituais contra o verdadeiro povo de Deus que a denuncia e evidencia o inferno que produz na terra ditando leis que destrói e arruína o planeta e todo o espaço circundante contaminando tudo.
 
Asherah, a rainha dos céus, mesmo seduzindo pelo culto mariano usurpando grande parte da humanidade tal outrora serpente frente a Eva, emplaca nestes adeptos fascinados, a sua assinatura de caráter usurpador. Esta entidade expulsa da sua função original por desobediência sabe que seu tempo está chegando ao fim, como tal e sem forma de evitar tal situação acelera a destruição da humanidade obcecada pelas suas maravilhas.
 
Forma-se e assiste-se rapidamente à separação de dois grupos de pessoas na terra.
 
Os que não guardam as normas, Leis e procedimentos de Deus, tal como Ele os declarou e escreveu para todos. Revogados por esta entidade rebelde por meio da instituição do Vaticano do quais todos temos conhecimento pelo selo imposto como é o domingo, o falso dia de guarda a todo o mundo.
 
E, os que em plena consciência, mantêm viva a plenitude dos tempos, a Palavra viva de Deus declarada e ensinada ao homem a Sua completa e original Lei demonstrando com isso o amor ao Criador dos Céus e da Terra comunhando com o Espírito de Cristo revelando o plano da redenção e anunciando ao mundo o dia da Sua Justiça, que não tarda, convidando todos que crêm que Ele ressuscitou dos mortos ao arrependimento e à vida eterna que há em Cristo.
 
Só há um intercessor. Ora vem Senhor Jesus.
 
Leia e estude e pratique a Palavra de Deus tal como Ele a proferiu e redigiu.
 
Não se torne uma abominação para Deus. Comendo, bebendo o que Deus declarou imundo e ainda como não bastasse oferecendo seu corpo como habitáculo do caráter ao diabo por meio de culto estranho a Deus como o é o culto mariano, à rainha dos céus, a Asherah, auto-intitulada mãe de deus, promotora de todo o engano tais leis papais da qual o domingo é instituído como seu próprio selo.
Neste tempo de crivo até o tempo tem limite para o arrependimento sincero e genuíno.
 
Amar a Deus inclui preservar na Sua íntegra Palavra, nenhum homem nem nada a mudará. É eterna.
Amar ao próximo sem amar a Deus, sem cumprir Sua vontade é impossível. Ninguém é mais próximo do homem, pelo Seu Espírito Santo, do que Deus. Tudo o resto é ruína e promotor de culto ao diabo.
 
Deus é Amor, e por Amor Jesus chorou.
 
Pense no que faz de sua vida.

Adicionar um comentário

O código HTML será mostrado como texto e os endereços web serão convertidos automaticamente.

Feed dos comentários desta entrada