A Bíblia Responde

Questiona-se…

  • Acerca da vida?

  • Acerca de Deus?

  • Acerca do futuro?

 

A Bíblia tem as respostas.
Este livro coloca muitas questões e responde a cada uma com um texto bíblico que contém a resposta apropriada.
Inclui citações de escritores Católicos e Protestantes.

Este pequeno livro responde a perguntas que a sua família e os seus amigos fazem acerca da Bíblia.
Contém uma grande variedade de assuntos, tais como:

  • Pode Deus amá-lo?

  • O que acontece ao homem quando morre?

  • Quem vai para o Céu e quem vai para o inferno?

 

Descobrirá que nada pode responder de forma eficaz às suas dúvidas ou satisfazer os desejos do seu coração tão bem como a Bíblia.



ÍNDICE

 
  1. Como Compreender a Bíblia

  2. A Queda e a Redenção do Homem

  3. O Amor de Deus

  4. Salvação Apenas Através de Cristo

  5. Conversão ou Novo Nascimento

  6. O Baptismo Cristão

  7. A Lei de Deus

  8. A consequência da Transgressão

  9. A Ressurreição dos Justos

  10. Um Dia Especial

  11. A Mudança do Sábado

  12. O que Acontece ao Homem Depois da Morte

  13. A Segunda Vinda de Cristo

  14. O Lar dos Salvos

 
Três coisas não podem ficar escondidas por muito tempo: o Sol, a Lua e a verdade!
 

Como compreender a Bíblia
 
O que é que Cristo disse em relação ao estudo das Escrituras?
Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam.” João 5:39

NOTA: Cristo aqui refere-Se ao Velho Testamento, a “Bíblia” dos Seus dias. No entanto, o que Ele disse também se aplica ao Novo Testamento. Pode dizer-se o mesmo em relação ao termo “Escrituras” ao longo do Novo Testamento.

 
Porque é que os irmãos de Bereia foram elogiados?
“Ora estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalónica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia, nas Escrituras, se estas coisas eram assim.” Actos 17:11
 
NOTA: “Se a Palavra de Deus fosse estudada como deveria”, diz uma estudante da Bíblia, “os homens possuiriam uma amplitude mental, uma nobreza de carácter, uma estabilidade de propósito que raramente se vêem neste tempo. Pouco benefício se tira de uma leitura apressada da Bíblia. Pode ler-se a Bíblia inteira, e no entanto não ver a sua beleza, ou compreender o seu sentido profundo e oculto. Estudar uma só passagem até que o seu sentido seja claro à mente, e se torne evidente a sua relação com o plano da salvação, é mais importante do que a leitura de muitos capítulos sem ter em vista um propósito definido, e sem alcançar uma instrução positiva.”
 
Através de que comparação nos é indicado que algumas partes da Palavra de Deus são mais difíceis de entender do que outras?
“Porque, devendo já ser mestres, pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus, e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento.” Hebreus 5:12
 
De que forma é que esta comparação é depois explicada?
“Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do hábito, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.” Versículos 13, 14.
 
Que escritos são especificamente mencionados como sendo de difícil compreensão?
“E tende por salvação a longanimidade do nosso Senhor, como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada;
Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.” 2 Pedro 3:15, 16.

NOTA: Alguns textos das Escrituras são demasiado simples para serem mal interpretados, enquanto que o significado de outros não pode ser tão facilmente discernido. Para compreender qualquer verdade bíblica, a Escritura deve ser comparada entre si, investigada cuidadosamente e reflectida com oração. Este estudo será ricamente recompensado.
 
O que é que Jesus disse em relação ao livro de Daniel?
“Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda.” Mateus 24:15.
 
Que outro livro da Bíblia é especialmente recomendado para o nosso estudo?
“Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia [o livro de Apocalipse], e guardam as coisas que nela estão escritas, porque o tempo está próximo!” Apocalipse 1:3.
 
Qual é um dos objectivos para o qual o Espírito Santo foi enviado?
“Mas, aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.” João 14:26.
 
Que esclarecimento espiritual deveriam todos pedir em oração?
Desvenda os meus olhos, para que veja as maravilhas da tua lei.” Salmo 119:18.
 
Quais as condições para o esclarecimento das coisas divinas?
E se clamares por entendimento, e por inteligência alçares a tua voz. Se como a prata a buscares e como a tesouros escondidos a procurares. Então entenderás o temor do Senhor, e acharás o conhecimento de Deus.” Provérbios 2:3-5.
 
O que é prometido àquele que faz a vontade de Deus?
“Se alguém quiser fazer a vontade dele, pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus, ou se eu falo de mim mesmo.” João 7:17.

NOTA: Convém repetir a verdade eterna de que se qualquer pessoa procurar luz na Palavra de Deus, com total entrega de coração e disposta a fazer a Sua vontade tal como lhe é revelada, essa pessoa receberá a luz.
 
Quando o jovem rico perguntou a Jesus quais eram as condições para herdar a vida eterna, para onde é que Jesus chamou a sua atenção?
“E ele lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês?” Lucas 10:26.

NOTA: Os judeus dos dias de Cristo chamavam aos cinco primeiros livros da Bíblia, escritos por Moisés, a “lei.”
 
O que é que as Escrituras podem fazer por aquele que crê nelas?
“E que, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.” 2 Timóteo 3:15.
 
Que grande bênção derramou Cristo sobre os Seus discípulos após a ressurreição?
Então abriu-lhes o entendimento, para compreenderem as Escrituras.” Lucas 24:45.
 
Como é que Cristo repreendia aqueles que embora conhecessem as Escrituras não as compreendiam?
“Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.” Mateus 22:29.
 
Quem é que Jesus disse que eram os bem-aventurados?
“Mas ele disse: Antes, bem-aventurados os que ouvem a Palavra de Deus e a guardam.” Lucas 11:28.
 
Louvado seja Deus! Louvado seja Deus!
Obrigado, Jesus.
Se a Bíblia assim o diz, eu creio!
Se Deus o ordena, eu o farei!
Se é bom para Jesus, então é bom para mim!
Portanto ESTUDE … ESTUDE… ESTUDE A PALAVRA DE DEUS DIARIAMENTE. LOUVADO SEJA DEUS!
Leia Mateus 7:7; Êxodo 20:1-17; Mateus 25:35-36.
 


A queda e a redenção do homem

 
O que é o pecado?
“Todo aquele que comete pecado, transgride a lei, pois o pecado é a transgressão da lei.” 1 João 3:4 (Thompson).
 
O que precede a manifestação do pecado?
“Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado.” Tiago 1:15.
 
Qual é o resultado final ou fruto do pecado?
“Porque o salário do pecado é a morte.” Romanos 6:23.
 
Sobre quantas pessoas recaiu a morte como resultado da transgressão do pecado?
“Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim, também, a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram.” Romanos 5:12. “Todos morrem em Adão.” 1 Coríntios 15:22.
 
De que forma é que a própria terra e a sua vegetação foram afectadas pelo pecado de Adão?
Maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela, todos os dias da tua vida. Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo.” Génesis 3:17, 18.
 
Que maldição adicional surgiu como resultado do primeiro homicídio?
“E disse o Senhor a Caim: … A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra. E agora, maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue de teu irmão. Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra.” Génesis 4:9-12.
 
Que terrível resultado sobreveio como consequência do pecado contínuo e da transgressão contra Deus?
“E disse o Senhor: Destruirei, de sobre a face da terra, o homem que criei.” “Então disse Deus a Noé: O fim de toda a carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra.” “E era Noé da idade de seiscentos anos, quando o dilúvio das águas veio sobre a terra.” “Naquele mesmo dia, se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram.” Génesis 6:7, 13; 7:6, 11.
 
Depois do dilúvio qual foi a consequência da contínua apostasia?
“Então desceu o Senhor, para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam. E disse: Eis que o povo é um, e todos têm uma mesma língua; e isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo o que eles intentarem fazer. Eia, desçamos, e confundamos ali a sua língua, para que não entenda um a língua do outro. Assim o Senhor os espalhou dali, sobre a face de toda a terra; e cessaram de edificar a cidade.” Génesis 11:5-8.
 
O que aconteceu à criação devido ao pecado?
“Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto, até agora.” Romanos 8:22.
 
O que explica a aparente demora de Deus em lidar com o pecado?
“O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.” 2 Pedro 3:9.
 
Qual é a atitude de Deus face ao pecador?
“Porque não tomo prazer na morte do que morre, diz o Senhor JEOVÁ: convertei-vos, pois, e vivei.” Ezequiel 18:32.
 
Pode o homem libertar-se do domínio do pecado?
“Pode o etíope mudar a sua pele, ou o leopardo as suas manchas? Nesse caso, também, vós podereis fazer o bem, sendo ensinados a fazer o mal.” Jeremias 13:23.
 
Que papel desempenha a vontade própria no determinar se o homem terá vida eterna?
“E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.” Apocalipse 22:17.
 
Até onde foi o sofrimento de Cristo pelos pecadores?
“Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniquidades: o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” Isaías 53:5.
 
Com que propósito se manifestou Cristo?
“E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado… Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.” 1 João 3:5-8.

Por que motivo específico encarnou Cristo?
“E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que, pela morte, aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo.” Hebreus 2:14.

Que mensagem triunfante marcará o fim do reinado do pecado?
“E ouvi a toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas acções de graças, e honra, e glória, e poder, para todo o sempre.” Apocalipse 5:13.

Quando e através de que meio serão removidos os efeitos do pecado?
“Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra e as obras que nela há se queimarão.” 2 Pedro 3:10.

Os efeitos do pecado serão totalmente eliminados?
“Deus limpará dos seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.” Apocalipse 21:4. “E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela [Cidade Santa] estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão.” Apocalipse 22:3.

O pecado e os seus resultados nocivos aparecerão de novo?
“E não haverá mais morte.” “E ali nunca mais haverá maldição.” Apocalipse 21:4; 22:3.
 

O Amor de Deus


Quem é Deus?
“Deus é amor.” 1 João 4:16.

Quão grande é o amor de Deus pelo mundo?
Porque Deus amou o mundo, de tal maneira, que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16

Em que acto foi especialmente manifestado o infinito amor de Deus?
“Nisto se manifesta o amor de Deus para connosco: que Deus enviou seu Filho unigénito ao mundo, para que por ele vivamos.” 1 João 4:9

O que agrada a Deus?
“Quem, ó Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniquidade, e que te esqueces da rebelião do restante da tua herança? O Senhor não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na benignidade.” Miqueias 7:18.

De que forma são continuamente manifestadas aos filhos dos homens as misericórdias do Céu?
“As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos; porque as suas misericórdias não têm fim. Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade.” Lamentações 3:22, 23.

Tendo em vista o grande amor de Deus, o que podemos esperar com confiança?
“Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também, com ele, todas as coisas?” Romanos 8:32.

Que tipo de relação podemos construir com Deus através do Seu amor?
“Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai; que fôssemos chamados filhos de Deus.” 1 João 3:1.

Como filhos de Deus a que é que nos submetemos? Como podemos saber que somos os filhos de Deus?
“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. … O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito, que somos filhos de Deus.” Romanos 8:14, 16.

De que forma é o amor de Deus ministrado aos crentes?
“E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações, pelo Espírito Santo que nos foi dado.” Romanos 5:5.

Quando os homens apreciam o amor de Deus, o que é que fazem?
“Quão preciosa é, ó Deus, a tua benignidade, e por isso, os filhos dos homens se abrigam à sombra das tuas asas.” Salmo 36:7.

Tendo em consideração o grande amor de Deus por nós, que atitude deveríamos adoptar uns para com os outros?
“Amados, se Deus assim nos amou, também nos devemos amar uns aos outros.” 1 João 4:11.

Qual deve ser a medida do nosso amor pelos outros?
“Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos.” 1 João 3:16.

Como tenciona Deus fazer descansar o pecador?
“Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), e nos ressuscitou juntamente com ele, e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus.” Efésios 2:4-6. (Ver Tito 3:5, 6.)

O que é que o amor de Deus é capaz de fazer pelos Seus filhos?
“Porém o Senhor, teu Deus, não quis ouvir Balaão: antes o Senhor, teu Deus, trocou em bênção a maldição; porquanto o Senhor, teu Deus, te amava.” Deuteronómio 23:5.

De que outras formas é por vezes demonstrado o amor de Deus?
“Porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho.” Hebreus 12:6.

Como é o amor de Deus por nós?
“Há muito que o Senhor me apareceu, dizendo: Pois que com amor eterno te amei, também com amorável benignidade te atraí.” Jeremias 31:3.

Pode alguma coisa separar o verdadeiro filho de Deus do Seu amor?
“Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 8:38, 39.
 
A quem é que os santos prestarão louvor eterno?
Àquele que nos ama, e no seu sangue nos lavou dos nossos pecados, … a ele glória e poder, para todo o sempre!” Apocalipse 1:5, 6.
 
Se temos Jesus no nosso interior, podemos suportar qualquer tipo de problema no exterior.



Salvação Apenas Através de Cristo

 
Com que finalidade veio Cristo ao mundo?
“Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.” 1 Timóteo 1:15.

Porque é que Ele seria chamado “Jesus”?
“E dará à luz um filho, e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.” Mateus 1:21.

Existe salvação através de outra pessoa?
E em nenhum outro há salvação, porque também, debaixo do céu, nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devemos ser salvos.” Actos 4:12.

O que é que Cristo tem feito por nós, e com que propósito?
“Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós, para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.” 2 Coríntios 5:21.

A nossa salvação depende de Cristo?
“Porque, sem mim, nada podeis fazer.” João 15:5.

Quais são os três aspectos essenciais de um Salvador encontrados em Cristo?
Divindade. “Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos.” Hebreus 1:8.
Humanidade. “Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei.” Gálatas 4:4.
Pureza.O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.” 1 Pedro 2:22.

Como é que Cristo a partir das Escrituras mostrou que o prometido Salvador do mundo tem de ser humano e divino?
“E, estando reunidos os fariseus, interrogou-os Jesus, dizendo: Que pensais vós do Cristo? De quem é filho? Eles disseram-lhe: De David. Disse-lhes ele: Como é, então, que David, em espírito, lhe chama Senhor, dizendo: Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés? Se David, pois, lhe chama Senhor, como é seu filho?” Mateus 22:41-45.
 
NOTA: Alguém explicou esta importante verdade, relativa à união do Cristo humano com o divino, desta forma: “A divindade precisava da humanidade para que esta oferecesse uma via de comunicação entre Deus e o homem. O homem precisa de um poder fora e acima de si, para o restaurar à semelhança de Deus. É preciso um poder que opere interiormente, uma nova vida que proceda do alto, antes que os homens possam substituir o pecado pela santidade. Esse poder é Cristo.

Quais são os dois factos que provam a união da divindade e da humanidade em Cristo?
Acerca de seu Filho, que nasceu da descendência de David, segundo a carne, declarado Filho de Deus, em poder, segundo o Espírito de santificação, pela ressurreição dos mortos - Jesus Cristo, nosso Senhor.” Romanos 1:3, 4.
 
Até que ponto a salvação de Cristo é completa?
“Portanto, pode também salvar, perfeitamente, os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.” Hebreus 7:25.
 
O que deveríamos dizer a um Salvador como este?
“Graças a Deus, pois, pelo seu dom inefável.” 2 Coríntios 9:15.



Conversão ou Novo Nascimento?

 
De que forma é que Jesus enfatizou a necessidade de conversão?
“Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus.” Mateus 18:3.

Onde é que é novamente ensinada essa verdade?
“Na verdade, na verdade, te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o reino de Deus.” João 3:3.

E como é que Ele explicou depois o novo nascimento?
“Jesus respondeu: Na verdade, na verdade, te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus.” Versículo 5.

Qual foi a comparação que Ele usou para ilustrar o assunto?
O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz; não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.” Versículo 8.

O que acontece quando nos convertemos a Cristo?
“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” 2 Coríntios 5:17 (ver Actos 9:1-22; 22:1-21; 26:1-23.)

Como é que foi realizado o trabalho da criação original?
Pela palavra do Senhor foram feitos os céus, e todo o exército deles pelo espírito da sua boca.” Salmo 33:6.

Como se realiza a conversão?
“Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela Palavra de Deus, viva e que permanece para sempre.” 1 Pedro 1:23.

Que mudança ocorre na conversão, ou novo nascimento?
“Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos).” Efésios 2:5.

Qual é uma das evidências desta mudança da morte para a vida?
“Nós sabemos que passámos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama o seu irmão permanece na morte.” 1 João 3:14.

De que é salvo o pecador convertido?
“Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador salvará da morte uma alma e cobrirá uma multidão de pecados.” Tiago 5:20 (ver Actos 26:14-18).

Através da conversão a quem é que os pecadores são levados?
“Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito recto. Não me lances fora da tua presença …Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos e os pecadores a ti se converterão.” Salmo 51:10-13.

Como é que Jesus definiu perante Pedro o tipo de serviço que uma pessoa convertida deve prestar aos seus irmãos?
“Disse, também, o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo; mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma os teus irmãos.” Lucas 22:31, 32.
 
Que promessa maravilhosa faz Deus ao Seu povo?
Eu sararei a sua perversão, eu voluntariamente os amarei; porque a minha ira se apartou dele.” Oseias 14:4.
 
Através de que meios é que esta cura é conseguida?
“Mas ele [Cristo] foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniquidades: o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” Isaías 53:5.
 
Quais são as evidências de que nascemos de Deus?
“Se sabeis que ele é justo, sabeis que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele.
Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus, e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus.” 1 João 2:29; 4:7.
 
Que poder interior nos impede de pecar?
“Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado, porque a sua semente permanece nele, e não pode pecar, porque é nascido de Deus.” 1 João 3:9. (Ver 1 João 5:4; Génesis 39:9.)
 
Qual é a experiência dos que nascem do Espírito?
“Portanto, agora, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o espírito.” Romanos 8:1.
 
O que é comum a todos os que crêem em Jesus?
“Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus.” 1 João 5:1.
 
Que mudança ocorre quando seguimos Jesus?
“Mas, todos nós, com cara descoberta, reflectindo, como um espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória, na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.” 2 Coríntios 3:18.

NOTA: Todos éramos escravos do pecado. Jesus veio a esta Terra e sofreu connosco, e por nós, e libertou-nos. Ao contemplarmos Jesus na Sua Palavra, em oração e meditação, servindo-O através dos outros, podemos sempre ser mudados na glória da Sua semelhança; então, se formos fiéis, um dia vê-l’O-emos “face a face”.
 
 

O Baptismo Cristão

 
Que cerimónia está intimamente relacionada com a crença no Evangelho?
“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura. Quem crer e for baptizado será salvo: mas quem não crer será condenado.” Marcos 16:15, 16.
 
O que é que o apóstolo Pedro associou ao baptismo no seu discurso no dia de Pentecostes?
“E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja baptizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados.” Actos 2:38.
 
Como resposta à sua pergunta acerca da salvação, o que se disse ao carcereiro de Filipos que fizesse?
“E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.” Actos 16:31.
 
O que aconteceu imediatamente depois do carcereiro e da sua família terem aceitado Cristo como seu Salvador?
“E, tomando-os ele consigo, naquela mesma hora da noite, lavou-lhes os vergões; e logo foi baptizado, ele e todos os seus.” Versículo 33.
 
O que é eliminado pelo baptismo cristão?
“E, agora, por que te deténs? Levanta-te, e baptiza-te, e lava os teus pecados, invocando o nome do Senhor.” Actos 22:16. (Ver Tito 3:5; 1 Pedro 3:21.)
 
Como é que os pecados são eliminados?
“Àquele que nos ama, e no seu sangue nos lavou dos nossos pecados.” Apocalipse 1:5.
 
Em nome de quem devem os crentes ser baptizados?
“Portanto, ide, ensinai todas as nações, baptizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo.” Mateus 28:19.
 
Em quem são revestidos os crentes quando se baptizam em Cristo?
“Porque, todos quantos fostes baptizados em Cristo, já vos revestistes de Cristo.” Gálatas 3:27.
 
Que experiência vivem aqueles que são baptizados em Cristo?
“Ou não sabeis que, todos quantos fomos baptizados em Jesus Cristo, fomos baptizados na sua morte?” Romanos 6:3.

NOTA: O baptismo é uma prática do Evangelho que comemora a morte, o sepultamento e a ressurreição de Cristo. No baptismo é dado um testemunho público, transmitindo a ideia de que a pessoa baptizada foi crucificada com Cristo, sepultada com Ele e ressuscitou com Ele para uma nova vida. Apenas uma forma de baptismo pode representar correctamente estes factos, e esse método é o da imersão que foi seguido por Cristo e pela Igreja primitiva.
 
Como é descrito este baptismo?
“De sorte que fomos sepultados com ele, pelo baptismo, na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós, também, em novidade de vida.” Versículo 4.
 
De que forma é que estamos completamente unidos com Cristo na Sua experiência de morte e ressurreição?
“Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição.” Versículo 5.
 
O que se segue a esta união com Cristo na Sua morte e ressurreição?
“Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos.” Versículo 8.
 
Em que acção de Deus deve a fé ser exercitada relativamente ao baptismo?
“Sepultados com ele no baptismo, nele, também, ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos.” Colossenses 2:12.
 
No início do Seu ministério, que exemplo deu Jesus aos Seus seguidores?
“Então veio Jesus, da Galileia, ter com João, junto do Jordão, para ser baptizado por ele.” Mateus 3:13.
 
Que acontecimento extraordinário ocorreu no baptismo de Jesus?
“E, sendo Jesus baptizado, saiu logo da água e eis que se lhe abriram os céus e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele.
E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.” Versículos 16 e 17.
 
Que promessa é feita aos que se arrependem e são baptizados?
“E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja baptizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo.” Actos 2:38.
 
Que instrução deu o apóstolo Pedro relativamente aos gentios que creram?
“Pode alguém, porventura, recusar a água, para que não sejam baptizados estes, que também receberam, como nós, o Espírito Santo? E mandou que fossem baptizados em nome do Senhor.” Actos 10:47, 48.
 
Que pergunta fez o eunuco depois de Filipe lhe ter falado de Jesus?
“E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja baptizado?” Actos 8:36.
 
Onde é que Filipe levou o Eunuco para o poder baptizar?
“E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o baptizou.” Versículo 38.
 
Como é que as pessoas de Samaria testemunharam publicamente a sua fé durante a pregação de Filipe?
“Mas, como cressem em Filipe, que lhes pregava acerca do reino de Deus e do nome de Jesus Cristo, se baptizavam, tanto homens como mulheres.” Versículo 12.
 
Quão perfeita é a unidade que os crentes desfrutam depois de serem baptizados em Cristo?
“Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também. Pois todos nós fomos baptizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.” 1 Coríntios 12:12, 13.
 
Depois de se unir a Cristo, partilhando a Sua morte e ressurreição, o que deve o crente fazer?
“Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à dextra de Deus.” Colossenses 3:1.

Se temos Jesus no nosso interior, podemos suportar qualquer tipo de problema no exterior.



A Lei de Deus

 
Como é que Deus proclamou a Sua lei ao Seu povo?
“Então o Senhor vos falou do meio do fogo: a voz das palavras ouvistes; porém, além da voz, não vistes semelhança nenhuma. Então vos anunciou ele o seu concerto, que vos prescreveu, os dez mandamentos, e os escreveu em duas tábuas de pedra.” Deuteronómio 4:12, 13. (Ver também Neemias 9:13,14. Para ler os dez mandamentos vá a Êxodo 20:2-17.)
 
Qual é a natureza da lei de Deus?
“E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom.” “Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.” Romanos 7:12, 14.

NOTA: “Nos Seus comentários ao sexto e sétimo mandamentos (Mateus 5:21-28), Cristo demonstrou a natureza espiritual da lei, mostrando que está relacionada não apenas com as acções exteriores, mas também com os pensamentos e intenções do coração. (Ver Hebreus 4:12.) O décimo mandamento condena a luxúria, ou qualquer desejo infiel. (Romanos 7:7.) Portanto, a obediência a esta lei requer uma acção exterior e também um coração sincero. Isto só pode ser realizado por uma alma regenerada.
“A lei do Senhor é perfeita e refrigera a alma.” Salmo 19:7. Existe alguma lei que seja perfeita?
Tudo o que vem de Deus é perfeito. A lei de que estamos a falar veio d’Ele. É manchada pelas nossas mãos. Nós retiramos ou adicionamos-lhe aquilo que nos convém e, dessa forma, ela torna-se menos perfeita. Num sentido muito real, a lei de Deus é a manifestação da natureza de Deus. Não podia ser imperfeita tal como Ele não o é.” – The Augsburg Sunday School Teacher (Luterano), 1937, vol. 63, nº 8, pág. 483.
 
Qual é a amplitude destes mandamentos?
“De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque este é o dever de todo o homem.” Eclesiastes 12:13.
NOTA: “Nenhum legislador humano poderia ter escrito uma lei como a que encontramos no decálogo. É uma lei perfeita; todas as leis humanas que estão correctas são encontradas nesse guia, modelo de tudo o que é bom e excelente para Deus, ou para os homens.” C.H. Spurgeon, Sermons, Série 2 (1857), pág. 280.
 
Qual é o princípio essencial da lei de Deus?
“O amor não faz mal ao próximo. De sorte que, o cumprimento da lei é o amor.” Romanos 13:10.
 
Quais são os dois mandamentos que resumem a lei?
“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos depende toda a lei e os profetas.” Mateus 22:37-40.

NOTA: Se ama a Deus de todo o coração, cumpre o primeiro mandamento; se amar o seu vizinho como a si mesmo, cumpre o segundo.
 
Porque devemos temer a Deus e cumprir os Seus mandamentos?
“Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque este é o dever de todo o homem.
Porque Deus há-de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.” Eclesiastes 12:13, 14.
 
Qual será a norma no julgamento?
“Assim falai, e assim procedei, como devendo ser julgados pela lei da liberdade.” Tiago 2:12.
 
O que é o pecado?
“Todo aquele que comete pecado, transgride a lei, pois o pecado é a transgressão da lei.” 1 João 3:4(Thompson).
 
Quantos dos mandamentos temos de infringir para sermos considerados transgressores da lei?
“Porque, qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.
Porque aquele que disse: Não cometerás adultério, também disse: Não matarás. Se tu, pois, não cometeres adultério, mas matares, estás feito transgressor da lei.” Tiago 2:10, 11.

NOTA: “Os dez mandamentos não são dez leis diferentes; são apenas uma lei. Se eu estiver suspenso no ar por uma corrente de dez elos e um deles se quebrar, eu caio, exactamente como se se tivessem quebrado os dez. Se eu estiver proibido de sair de uma área fechada, não faz qualquer diferença o local da barreira por onde eu saio.” D.L. Moody, Weighted and Wanting (1898), pág. 119.
“Os dez mandamentos do Sinai não eram mandamentos separados”, disse G. Campbell Morgan, “mas dez aspectos da mesma lei de Deus.” The Ten Commandments (Revell, 1901), pág. 11.
“Se ele [um Metodista] ama Deus, ele guarda os Seus mandamentos; não apenas alguns, ou a maioria, mas todos, desde o mais pequenino até ao maior. Não está contente por “guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto,” mas tem, em todos os pontos, uma consciência livre de ofensa a Deus e aos homens.” John Wesley, The Character of a Methodist, in Works, vol. 8 (1830), pág. 344.
 
Porque é que Cristo repreendeu os fariseus?
“Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Por que transgredis vós, também, o mandamento de Deus, pela vossa tradição?
Porque Deus ordenou, dizendo: Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser ao pai ou à mãe, morra de morte. Mas vós dizeis: Qualquer que disser ao pai ou à mãe: É oferta ao Senhor o que poderias aproveitar de mim, esse não precisa honrar nem a seu pai nem a sua mãe. E assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus.” Mateus 15:3-6.
 
Consequentemente como é que Cristo considerou a adoração deles?
“Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.” Versículo 9.
 
É possível conhecer Deus e não guardar os Seus mandamentos?
“Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.” 1 João 2:4.
 
Qual foi a atitude de Cristo face à vontade de Deus ou à Sua lei?
“Então disse: Eis aqui venho; no rolo do livro está escrito de mim: Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração.” Salmo 40:7, 8. (Ver Hebreus 10:5, 7.)
 
Quem é que Ele disse que entraria no reino dos Céus?
“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade do meu Pai que está nos céus.” Mateus 7:21.
 
Como serão chamados os Homens de acordo com o cumprimento ou não dos mandamentos de Deus?
“Qualquer, pois, que violar um destes mais pequenos mandamentos, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar, será chamado grande no reino dos céus.” Mateus 5:19.

NOTA: “Os dez mandamentos são um resumo dos deveres que Deus espera do homem. Estes mandamentos são a base da vida ética da humanidade. Hoje eles servem de elo entre os cristãos tal como acontecia com os Hebreus quando eles os receberam.” – The Snowden-Douglass Sunday School Lessons for 1946, pág. 17. 1945.
 
Porque é que a inclinação da carne é inimizade contra Deus?
“Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser.” Romanos 8:7.
 
Pode o homem, por si só, sem a ajuda de Deus, guardar a lei?
“Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque, sem mim, nada podeis fazer.” João 15:5 (Ver Romanos 7:14-19.)
 
Que medida foi tomada para nos possibilitar guardar a lei de Deus?
“Porquanto, o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne; para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o espírito.” Romanos 8: 3, 4.
 
Como é que o coração renovado encara a lei de Deus?
“Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados.” 1 João 5:3.
 
Que bênçãos recebem aqueles que guardam os mandamentos de Deus?
“Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa.” Salmo 19:11.
 
O que é que a obediência teria assegurado ao povo do antigo Israel?
“Ah! se tivesses dado ouvidos aos meus mandamentos! Então seria a tua paz como o rio, e a tua justiça como as ondas do mar.” Isaías 48:18.
 
Que outras bênçãos advêm da guarda dos mandamentos?
“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria: bom entendimento têm todos os que lhe obedecem; o seu louvor permanece para sempre.” Salmo 111:10.
 
Que promessa é feita aos que querem e obedecem?
“Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra.” Isaías 1:19.
 
 

A Consequência da Transgressão

 
Qual é o salário do pecado?
“O salário do pecado é a morte.” Romanos 6:23. “No dia em que dela comeres, certamente morrerás.” Génesis 2:17. “A alma que pecar, essa morrerá.” Ezequiel 18:4.
 
Como é que a morte entrou no mundo?
“Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim, também, a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram.” Romanos 5:12.
 
Deus é misericordioso, mas será que isso iliba os culpados?
“O Senhor é longânimo e grande em beneficência, que perdoa a iniquidade e a transgressão, que o culpado não tem por inocente.” Números 14:18. (Ver Êxodo 34:5-7.)
 
Qual é o resultado do pecado voluntário?
“Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma certa expectação horrível do juízo, e ardor de fogo, que há-de devorar os adversários.
Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre, sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas. De quanto maior castigo, cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue do testamento, com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça?” Hebreus 10:26-29.
 
A quem foi entregue a execução da sentença?
Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor.” Romanos 12:19.
“O Pai … deu, também, ao Filho … poder de exercer o juízo.” João 5:26, 27. (Ver Judas 14, 15.)
 
Que mensagem enviou Deus através dos Seus mensageiros?
“Dizei aos justos que bem lhes irá, porque comerão do fruto das suas obras. Ai do ímpio! Mal lhe irá, porque a recompensa das suas mãos se lhe dará.” Isaías 3:10, 11. “De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse.” 2 Coríntios 5:20. (Ver 2 Timóteo 2:24-26.)
 
A quem é dado este dom?
“Porque Deus amou o mundo, de tal maneira, que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16.
 
Como é que o homem pode escapar à punição do pecado?
“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 6:23.

NOTA: “Deus ameaça castigar todos aqueles que violarem estes mandamentos, portanto deveríamos temer a Sua ira e não fazer nada contra esses mandamentos. Mas Ele promete graça e muitas bênçãos a todos aqueles que os guardam, portanto deveríamos amá-l’O, confiar n’Ele e obedecer livremente aos Seus mandamentos.” Luther’s Small Cathecism in Philip Schaff, The Creeds of Christendom (Harper), vol.3, pág. 77.
“Através da expiação de Cristo é dada mais honra à lei, e por conseguinte a lei está mais estabelecida do que se ela fosse literalmente executada e toda a Humanidade fosse condenada.” – Johnathan Edwards (Congregacionalista), Works (1842), vol. 2, pág. 369
 


A Ressurreição dos Justos

 
Que pergunta é feita e respondida por Job?
“Morrendo o homem, porventura tornará a viver? Todos os dias de meu combate esperaria, até que viesse a minha mudança. Chamar-me-ias, e eu te responderia: afeiçoa-te à obra das tuas mãos.” Job 14:14, 15.
 
Porque é que Job desejava que as suas palavras fossem escritas num livro, esculpidas com um cinzel na rocha?
Porque eu sei que o meu Redentor vive e que, por fim, se levantará sobre a terra. E, depois de consumida a minha pele, ainda em minha carne verei a Deus.” Job 19:25, 26.
 
Quando é que David disse que ficaria satisfeito?
“Quanto a mim, contemplarei a tua face na justiça; satisfazer-me-ei da tua semelhança quando acordar.” Salmo 17:15.
 
Que promessa animadora fez Deus relativamente aos santos que dormem no pó da Terra?
“Eu os remirei da violência do inferno, e os resgatarei da morte: onde estão, ó morte, as tuas pragas? Onde está, ó inferno, a tua perdição?” Oseias 13:14.
 
Segundo Cristo, de que não nos devemos maravilhar?
“Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal, para a ressurreição da condenação.” João 5:28, 29.
 
Em que facto é que Paulo baseia a esperança cristã?
“Ora, se se prega que Cristo ressuscitou dos mortos, como dizem alguns de entre vós que não há ressurreição de mortos? E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou; E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé; e assim somos, também, considerados como falsas testemunhas de Deus, pois testificamos de Deus, que ressuscitou a Cristo, ao qual, porém, não ressuscitou, se, na verdade, os mortos não ressuscitam.
Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou; e, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados; e, também, os que dormiram em Cristo estão perdidos. Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.” 1 Coríntios 15:12-19.

Que declaração, de carácter positivo faz o apóstolo?
“Mas, agora, Cristo ressuscitou dos mortos, e foi feito as primícias dos que dormem. Porque, assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim, também, todos serão vivificados em Cristo.” Versículos 20-22.

NOTA: A ressurreição de Cristo é, em muitos aspectos, o facto mais significativo da História. É o grande e inquestionável fundamento e esperança da Igreja cristã. Cada verdade fundamental do cristianismo tem a ver com a ressurreição de Cristo. Se ela pudesse ser derrubada, cada doutrina essencial do cristianismo seria invalidada. A ressurreição de Cristo é a garantia da nossa ressurreição e vida futura.
 
 
Não devemos ser ignorantes acerca de quê?
“Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.” 1 Tessalonicenses 4:13.
 
Qual é a base da esperança e do consolo?
“Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim, também, aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.” Versículo 14.
 
O que é dito acerca daqueles que serão chamados na primeira ressurreição?
“Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição: sobre este, não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos.” Apocalipse 20:6.
 
Quando ocorrerá a ressurreição dos santos?
“Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos, para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu, com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.” 1 Tessalonicenses 4:15, 16.
 
O que acontecerá depois?
“Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.” Versículo 17.
 
Como é que Paulo diz que os santos serão ressuscitados?
“Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” 1 Coríntios 15:51, 52.
 
Que grande mudança ocorrerá nos seus corpos?
“Assim, também, a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção. Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará com vigor. Semeia-se corpo animal, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo animal, há também corpo espiritual.” Versículos 42-44.
 
Que mais prometeu Deus fazer?
“E Deus limpará dos seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.” Apocalipse 21:4.
 
 

Um Dia Especial

 
Quando e por quem foi criado o Sábado?
“Assim os céus, e a terra, e todo o seu exército foram acabados. E havendo Deus acabado, no dia sétimo, a sua obra que tinha feito, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito.” Génesis 2:1, 2.
 
Por que razão deve ser santificado o Sábado?
“Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou: portanto, abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou.” Êxodo 20:11.

NOTA: O Sábado é o memorial da criação. Deus criou-o para que o Homem O pudesse recordar sempre como o Deus vivo verdadeiro, o Criador de todas as coisas.
 
Esteve Cristo envolvido na criação e no estabelecimento do Sábado?
“Todas as coisas foram feitas por ele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.” João 1:3. (Ver também Efésios 3:9; Colossenses 1:16; Hebreus 1:2.)

NOTA: Cristo foi um agente activo na criação. Deus descansou no sétimo dia do trabalho da criação; portanto, Cristo deve ter descansado no sétimo dia com o Pai. Logo é o Seu dia de descanso, assim como o do Pai.
 
Depois de descansar no sétimo dia, o que é que Deus fez?
E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra, que Deus criara e fizera. Génesis 2:3.

NOTA: O Sábado foi criado de acordo com três actos diferentes: Deus descansou nesse dia; abençoou-o; e santificou-o. Santificar significa “tornar santo”, “consagrar”, “venerar como santo”.
 
Para quem disse Cristo ter sido o Sábado criado?
“E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.” Marcos 2:27.

NOTA: Homem aqui significa “humanidade”. Deus instituiu o Sábado para que este fosse uma fonte de benefícios e bênçãos para a humanidade.
Jesus diz: ‘O Sábado foi feito por causa do homem’; e a dedução necessária é que, desde o início, o homem conhecia o uso que devia dar ao dia e recebia os benefícios que ele estava destinado a dar...
“Antes de a lei ter sido dada no Sinai, a imposição do Sábado era compreendida.” J.J. Taylor (Baptista), The Sabbatic Question (Revell, 1914), pág. 20-24.
Em relação à perpetuidade do mandamento do Sábado, Moody escreveu: “Eu acredito sinceramente que este mandamento continua a ser uma ligação tal como era antigamente. Conversei com homens que dizem que ele foi abolido, mas eles não foram capazes de me indicar um único sítio na Bíblia onde se refira que Deus o aboliu. Quando Cristo esteve na Terra, não fez nada para o excluir; Ele libertou-o dos vestígios sob os quais os escribas e os fariseus o tinham colocado, e colocou-o no seu verdadeiro lugar. ‘O Sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do Sábado.’ Continua a ser tão praticável e necessário para o homem de hoje como sempre foi. Na realidade até mais do que nunca porque vivemos numa era muito intensa.
“O Sábado era um elo de ligação no Éden e continua em vigor desde então. O quarto mandamento começa com a palavra ‘lembra-te’, demonstrando que o Sábado já existia quando Deus escreveu esta lei nas tábuas de pedra no Sinai. Como é que os homens podem dizer que este mandamento foi abolido se admitem que os outros nove ainda estão em vigor?” D.L. Moody, Weighed and Wanting (1898), pág. 46, 47.
 
Quando é que Deus abençoou e santificou o sétimo dia?
“E havendo Deus acabado, no dia sétimo, a sua obra que tinha feito, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra, que Deus criara e fizera.” Génesis 2:2, 3.

NOTA: “Se não tivéssemos outra passagem para além desta de Génesis 2:3, não haveria nenhuma dificuldade em deduzir daí um preceito para a observância universal de um Sábado, ou sétimo dia, para ser dedicado a Deus como tempo santo, por toda a raça humana para quem a Terra e a sua Natureza foram especialmente preparadas. O primeiro homem devia saber isso. As palavras “santificou-o” não podem ter outro significado. Elas não teriam importância a menos que se referissem a algo que tem de ser santificado.” John Peter Lange, A Commentary on the Holy Scriptures, on Genesis 2:3, vol. 1, pág. 197.
 
O que é que o mandamento do Sábado requer?
Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor, teu Deus: não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas.” Êxodo 20:8-10.

NOTA: Em relação a Êxodo 16:4, 22-30 Lutero diz: “Assim podeis ver que o Sábado já existia antes da lei de Moisés e tem existido desde o início do mundo. Os crentes que preservaram a sua verdadeira fé têm-se reunido e recorrido a Deus nesse dia.” In: Auslegung des Alten Testaments (Comentário sobre o Velho Testamento), in Sammtliche Schriften, edição de J.G. Walch, vol. 3, col. 950.
 
Como é que Deus pôs à prova o povo de Israel no deserto?
“Então disse o Senhor a Moisés: Eis que vos farei chover pão dos céus, e o povo sairá, e colherá, cada dia, a porção para cada dia, para que eu veja se anda em minha lei ou não.” Êxodo 16:4.
 
Em que dia era recolhida uma porção dupla de maná?
“E aconteceu que, ao sexto dia, colheram pão em dobro, dois gomeres para cada um; e todos os príncipes da congregação vieram, e contaram-no a Moisés.” Versículo 22.
 
O que é que Moisés disse aos dirigentes?
“E ele disse-lhes: Isto é o que o Senhor tem dito: Amanhã é repouso, o santo sábado do Senhor.” Versículo 23.

NOTA: O Sábado é indispensável ao homem, sendo uma fonte de bem-estar físico, intelectual, social e espiritual. Assim, a sua observância está relacionada com as melhores promessas e a sua violação com as mais severas punições. Êxodo 31, 12; 23, 12-18; Neemias 13, 15-22; Isaías 56, 2-7; 58, 13-14; Jeremias 17, 21-27; Ezequiel 20, 12-13; 22, 26-31. A sua santidade estava fortemente demarcada na recolha do maná. Êxodo 16, 22-30.
“A lei original do Sábado foi renovada e fazia parte importante da lei moral, ou dez mandamentos, dada a Moisés no Sinai.” Êxodo 20:8-11. Amos Binney e Daniel Steele, Binney’s Theological Compend Improved (1902), pág. 170.
 
O que é que algumas pessoas fizeram no sétimo dia?
“E aconteceu, ao sétimo dia, que alguns do povo saíram para colher, mas não o acharam.” Versículo 27.
 
Como é que Deus repreendeu a desobediência dessas pessoas?
“Então disse o Senhor a Moisés: Até quando recusareis guardar os meus mandamentos e as minhas leis?” Versículo 28.
 
Porque é que no sexto dia era dado o dobro do maná?
“Vede, visto que o Senhor vos deu o sábado, por isso ele, no sexto dia, vos dá pão para dois dias; cada um fique no seu lugar, que ninguém saia do seu lugar no sétimo dia.” Versículo 29.
 
Então, como é que o Senhor testou as pessoas?
Através da guarda do Sábado.

NOTA: Assim vemos que o mandamento do Sábado fazia parte da lei de Deus antes desta ser proferida no Sinai, já que este incidente aconteceu antes do Sinai.
 
 

A Mudança do Sábado

 
De que faz parte o mandamento do Sábado?
Da lei de Deus (Ver Êxodo 20:8-11).
 
No Seu sermão mais conhecido, o que é que Cristo diz acerca da lei?
“Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir.” Mateus 5:17.

NOTA: “Ele [Cristo] cumpriu a lei moral ao obedecer, realçando o seu significado completo, mostrando a sua espiritualidade intensa e estabeleceu-a numa base mais segura do que nunca, como a lei eterna de justiça. Ele cumpriu a lei cerimonial, não apenas seguindo os seus requisitos, mas também entendendo o seu significado espiritual. Preencheu os requisitos sombrios dos símbolos, e, assim cumpridos, eles deixaram de existir, e já não é necessário que observemos a Páscoa ou sacrifiquemos cordeiros; temos a substância em Cristo.” The International Standard Bible Encyclopedia, vol. 3 pág. 1847.
 
Qual é o alcance da lei?
“Porque, em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.” Versículo 18.
 
O que é que Deus disse acerca daqueles que violam um dos mais pequenos mandamentos de Deus e ensinam os outros a fazer o mesmo?
“Qualquer, pois, que violar um destes mais pequenos mandamentos, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus.” Versículo 19.

NOTA: Perante isto é evidente que os dez mandamentos são um elo de ligação entre os cristãos, e que Cristo não pensou em mudar nenhum deles, nem mesmo o da observância do Sábado. Mas, em vez disso, a maioria dos cristãos guarda o primeiro dia da semana.
Muitos acreditam que Cristo mudou o Sábado. Mas, das Suas próprias palavras, vemos que Ele nunca teve essa intenção. A responsabilidade desta mudança deve ser apontada a outros.
 
O que é que Deus disse, através do profeta Daniel, que o poder da “ponta pequena” tentaria fazer?
“E proferirá palavras contra o Altíssimo, e destruirá os santos do Altíssimo, e cuidará em mudar os tempos e a lei.” Daniel 7:25.
 
O que disse o apóstolo Paulo que o “homem do pecado” faria?
“Ninguém, de maneira alguma, vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora.” 2 Tessalonicenses 2:3, 4.

NOTA: Uma forma eficaz de um poder se exaltar acima de Deus seria assumir que mudou a lei de Deus, e exigir obediência à sua própria lei em vez da de Deus.
 
Que poder declarou ter autoridade para mudar a lei de Deus?
O papado.

NOTA: “O Papa tem tanta autoridade e poder que pode modificar, explicar ou interpretar as leis divinas... O Papa pode modificar a lei divina, pois o seu poder não é do homem, mas de Deus, e actua como vice-gerente de Deus na Terra.” Lucius Ferraris, Prompta Bibliotheca, “Papa”, art. 2.

Que parte da lei de Deus é que o papado mudou?
O quarto mandamento.

NOTA: “Eles [os Católicos] declaram a mudança do Sábado para o “dia do Senhor”, como sendo contrária ao decálogo; e não têm outro exemplo para essa mudança para além do que eles dizem. O poder da Igreja tem de ser muito grande porque ela dispensou um preceito do decálogo.” The Augsburg Confession (Luterano), parte 2, art. 7, in Philip Schaff, The Creeds of Christendom (Harper), vol. 3, pág. 64.
“Ela [a Igreja Católica Romana] alterou o quarto mandamento eliminando o Sábado da Palavra de Deus, e instituindo o Domingo como dia santo.” N. Summerbell, History of the Christian Church (1873), pág. 415.
 
O papado reconhece a alteração do Sábado?
Sim.

NOTA: O Catechismus Romanus foi ordenado pelo Concílio de Trento e publicado pela Imprensa do Vaticano, por ordem de Pio V, em 1566. Este catecismo para padres diz: “A Igreja de Deus achou por bem que a celebração religiosa do dia de Sábado fosse transferida para o dia «do Senhor».” – Catecismo do Concílio de Trento, (tradução de Donovan, 1867), parte 3, capítulo 4, pág. 345. A tradução de McHugh e Callan (1937), pág. 402, diz mais ou menos a mesma coisa, mas por outras palavras.
Pergunta: Como é que prova que a Igreja tem poder para ordenar festas e dias santos?
Resposta: Através do próprio acto de mudar o Sábado para o Domingo, que os protestantes aceitam; e, portanto, contradizem-se claramente ao guardar o Domingo e não observando a maioria das outras festas ordenadas pela Igreja.” Henry Tuberville, An Abridgment of the Christian Doctrine [Resumo da Doutrina Cristã] (aprovado em 1833), pág. 58. (A mesma declaração no Manual of Christian Doctrine [Manual da Doutrina Cristã], de Daniel Ferris [1916], pág. 67.)
Pergunta: Qual é o sétimo dia?
Resposta: O Sábado é o sétimo dia.
Pergunta: Porque é que observamos o Domingo em vez do Sábado?
Resposta: Observamos o Domingo em vez do Sábado porque a Igreja Católica transferiu a solenidade do Sábado para o Domingo.” Peter Geiermann, The Convert’s Catechism of Catholic Doctrine (1946), pág. 50. Geiermann recebeu a “bênção apostólica” do Papa Pio X pelos seus trabalhos, a 25 de Janeiro de 1910.
 
As autoridades católicas reconhecem que não há na Bíblia nenhuma ordem para santificar o Domingo?
Sim.

NOTA: “Podeis ler a Bíblia desde o Génesis até Apocalipse e nunca encontrareis uma única linha que autorize a santificação do Domingo. As Escrituras instituem a observância do Sábado, um dia que nós nunca santificámos.” Cardeal James Gibbons, The Faith of Our Fathers (1917), pp. 72, 73.
“Em nenhum sítio da Bíblia está escrito que a adoração deve ser mudada do Sábado para o Domingo. O facto é que a Igreja já existia há muitos séculos antes da Bíblia ser dada ao mundo. A Igreja fez a Bíblia, a Bíblia não fez a Igreja.
Agora a Igreja … instituiu, através da autoridade de Deus, o Domingo como dia de adoração. Esta mesma Igreja, através da autoridade divina, ensinou a doutrina do purgatório muito tempo antes da Bíblia ser escrita. Portanto, temos a mesma autoridade em relação ao purgatório como temos para o Domingo.” Martin J. Scott, Things Catholics Are Asked About (1927), pág. 136.
 
Os escritores protestantes reconhecem o mesmo?
Sim.

NOTA: “O dia do Senhor foi meramente de instituição eclesiástica. Não foi introduzido em virtude do quarto mandamento.” Jeremy Taylor (Igreja de Inglaterra), Ductor Dubitantium, parte 1, livro 2, capítulo 2, regra 6, secções 51, 59 (1850), vol. 9, pp. 458, 464. “O dia do Senhor [Domingo] não é santificado por nenhum mandamento específico nem por nenhuma dedução inevitável. Em todo o Novo Testamento não há nenhuma pista ou sugestão de uma obrigação legal que force qualquer homem, santo ou pecador, a observar o Dia. A sua santidade advém apenas daquilo que significa ser um verdadeiro crente.” J.J. Taylor (Baptista), The Sabbatic Question, pág. 72.
“Como era necessário indicar um dia específico em que as pessoas soubessem que deveriam adorar em conjunto, parece que a Igreja [cristã] estabeleceu, com esse objectivo, o dia do Senhor.” “Augsburg Confession”, parte 2, in: Philip Schaff, The Creeds of Christendom (Harper), vol. 3, pág. 69.
“E onde nos é dito nas Escrituras que temos de guardar o primeiro dia? É-nos dito para guardarmos o sétimo; mas em nenhum lado nos é dito para guardarmos o primeiro dia…As razões por que guardamos o primeiro dia da semana em vez do sétimo têm a ver com a mesma razão por que observamos muitas outras coisas, que não estão na Bíblia, mas porque a Igreja as instituiu.” Isaac Williams (Anglicano), Plain Sermons on the Catechism, vol. 1, pág. 334, 336.
 
Como é que foi feita esta alteração da observância dos dias?
Através de uma transferência gradual.

NOTA: “A Igreja cristã não realizou uma transferência formal, mas sim gradual e quase inconsciente, de um dia para o outro.” F. W. Farrar, The Voice From Sinai, pág. 167. Isto é prova de que não há qualquer ordem divina que tenha influenciado a alteração do Sábado.
 
Durante quanto tempo foi o sétimo dia, o Sábado, observado pela Igreja cristã?
Durante muitos séculos. Na realidade, a Igreja cristã nunca deixou de o observar completamente.

NOTA: Morer, um clérigo da Igreja de Inglaterra, diz: “Os primeiros cristãos tinham uma grande veneração pelo Sábado, e passavam o dia em devoção e sermões. E não há dúvida de que as suas práticas derivavam dos próprios apóstolos.” – A Discourse in Six Decalogues on the Name, Notion, and Observation of the Lord’s Day, pág. 189.
“Vários relatos demonstram que, em alguns lugares, o descanso do Sábado só foi totalmente abolido depois de alguns séculos, e nessa altura a prática de observar o Domingo tomou o seu lugar.” Vincent J. Kelly, Forbidden Sunday and Feast-Day Occupations, pág. 15.
Lyman Coleman diz: “Até ao quinto século a observância do Sábado judeu continuou na Igreja cristã, mas com um rigor e solenidade que diminuía gradualmente, até que acabou por completo.” Ancient Christianity Exemplified, cap. 26, sec. 2.
Sócrates, o historiador da Igreja, no século quinto disse: Quase todas as Igrejas no mundo celebram os sagrados mistérios no Sábado de cada semana, no entanto, os cristãos de Alexandria e em Roma, por causa de algumas tradições antigas, deixaram de o fazer.” Ecclesiastical History, Livro 5, capítulo 22, in: A Select Library of Nicene and Post-Nicene Fathers, 2 série, vol. 2, pág. 32.
Sozomeno, outro historiador do mesmo período, escreveu: “As pessoas de Constantinopla, e quase por todo o lado, reúnem-se ao Sábado, assim como no primeiro dia da semana, este costume nunca é observado em Roma ou em Alexandria.” Ecclesiastical History, livro 7, capítulo 9, vol. 2.
Tudo isto seria inconcebível se tivesse havido uma ordem divina para a alteração do Sábado. As duas últimas citações também demonstram que Roma liderou a apostasia e a mudança do Sábado.
 
 
Qual é a origem da observância do Domingo?
É uma celebração voluntária da ressurreição, um costume sem pretensão de autoridade divina.

NOTA: “A oposição ao judaísmo introduziu o festival do Domingo muito cedo, na realidade, no lugar do Sábado…o festival do Domingo, tal como outros festivais, era apenas uma imposição humana, e estava longe das intenções dos apóstolos estabelecer uma ordem divina sobre isso; longe deles, e da Igreja apostólica primitiva, transferir as leis do Sábado para o Domingo. Talvez tenha começado a surgir uma falsa aplicação deste tipo no fim do segundo século; aparentemente naquela altura o homem começou a achar que trabalhar ao Domingo era pecado.” Augustus Neander, The History of the Christian Religion and Church, pág. 186.
 
Quem é que instituiu a guarda do Domingo através de uma lei?
Constantino, o Grande.

NOTA: “O primeiro reconhecimento da observância do Domingo como um dever legal é uma constituição de Constantino em 321 d.C., decretando que todos os tribunais de justiça, habitantes das cidades e oficinas tinham de descansar ao Domingo (venerabill die solis), com a excepção daqueles que trabalhavam na agricultura.” Encyclopedia Britannica, 11ª edição, artigo “Sunday.”
“No venerável dia do sol os magistrados e as pessoas que vivem nas cidades devem descansar, e todas as oficinas devem fechar. No entanto, no campo, as pessoas que trabalham na agricultura podem livre e legalmente continuar o seu trabalho; porque muitas vezes parece não haver outro dia melhor para semear ou para plantar a vinha; se se negligenciar o momento certo para esses trabalhos as bênçãos do Céu perdem-se. (Dada a 7 de Março, Crispus e Constantino como cônsules pela segunda vez.)” Codex Justinianus, Lib. 3, tit. 12, 3; traduzido em History of the Christian Church, por Phipip Schaff (Scribners, 1902) vol. 3, pág. 380.
Este édito, proclamado por Constantino, que primeiro se pôs no caminho da união da Igreja com o Estado no império romano, de certa forma colmatou a falta de uma ordem divina para a observância do Domingo. Foi um passo importante para levar à mudança do Sábado.
 
Que testemunho dá Eusébio acerca deste assunto?
“Todas as coisas que era nosso dever fazer no Sábado são transferidas por nós [a Igreja] para o dia do Senhor.” Traduzido de Eusebius, Commentary on the Psalms, in: Migne, Patrologia Graeca, vol. 23, cols. 1171, 1172.
NOTA: A mudança do Sábado foi o resultado dos esforços combinados da Igreja e do Estado, e levou séculos a ser alcançada. Eusébio de Cesareia (270-338) era um destacado bispo da Igreja, biógrafo e admirador de Constantino, e o suposto pai da história eclesiástica.
 
 
Que concílio da Igreja decretou a proibição da guarda do Sábado e instituiu a observância do Domingo?
O concílio de Laodiceia, na Ásia Menor, no quarto século.

NOTA: O Cânone 29 diz: “Os cristãos não devem judaizar e descansar no sábado [sabbato, o Sábado], mas trabalhar nesse dia; devem preferir o Dia do Senhor e não fazer nenhum trabalho, se for possível, como cristãos. Se eles, portanto, forem achados judaizando, que sejam excluídos [anathema] por Cristo." Charles Joseph Hefele, A History of the Councils of the Church, vol. 2, (1896 edição em inglês), pág. 316.
O que se determinou no concílio de Laodiceia foi apenas um dos passos que levou à mudança do Sábado. Foi encarado como o primeiro concílio que proibiu a observância do Sábado, e decretou o descanso no Domingo tanto quanto fosse possível, mas não foi tão estrito como os decretos posteriores.
Diferentes escritores apontam várias datas para o concílio de Laodiceia. A data exacta é desconhecida, mas pode ser apontada “mais ou menos entre os anos 343 e 381.” (Idem, pág. 298.)
 
O que é que os Católicos dizem acerca dos Protestantes que guardam o Domingo?
Eles estão a obedecer à autoridade da Igreja Católica.

NOTA: “Durante séculos todas as nações cristãs deram atenção à Igreja Católica, e, tal como vimos, os vários estados decretaram as suas ordens tais como a adoração e a cessação do trabalho ao Domingo. O Protestantismo, ao recusar a autoridade da Igreja, não tem nenhuma razão para a sua teoria do Domingo, e deveria logicamente guardar o Sábado.”
“O estado, ao promulgar leis para a santificação do Domingo, está involuntariamente a reconhecer a autoridade da Igreja Católica e a cumprir, de certa forma, as suas prescrições.”
“O Domingo, como um dia da semana separado para a adoração pública e obrigatória de Deus, sendo santificado com a suspensão do trabalho, do comércio e actividades mundanas, e com o exercício da devoção, é uma criação pura da Igreja Católica.” – The American Catholic Quarterly Review, Janeiro, 1883, pág. 152, 139.
 
O que determina o tipo de servos que somos?
“Não sabeis vós que, a quem vos apresentardes por servos, para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” Romanos 6:16.
 
Quando foi pedido a Cristo que se inclinasse perante Satanás como é que Ele respondeu?
“Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele servirás.” Mateus 4:10.
 
Que forma de adoração diz o Salvador que não está de acordo com os mandamentos de Deus?
“Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.” Mateus 15:9.
 
Que apelo fez Elias aos Israelitas apóstatas?
“Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-O; e, se Baal, segui-o.” 1 Reis 18:21.

NOTA: Em tempos de ignorância, Deus faz de conta que não vê aquilo que seria pecado; mas quando há luz, Ele ordena que todos se arrependam. (Actos 17:30.) O período durante o qual os santos, os tempos e a lei de Deus estariam nas mãos do papado acabou (Daniel 7:25); a verdadeira luz do Sábado está agora a brilhar; e Deus está a enviar uma mensagem ao mundo, chamando os homens a temê-l’O e a adorá-l’O, para que voltem à observância do Seu dia santo de descanso, o Sábado do sétimo dia. (Apocalipse 14:6-12.)
 

O que Acontece ao Homem Depois da Morte

 
Para onde vão todos os que morrem?
“Todos vão para um lugar: todos são pó, e todos ao pó tornarão.” Eclesiastes 3:20.
 
Após a morte, o que acontece à capacidade humana de pensar?
“Não confieis em príncipes, nem em filhos de homens, em quem não há salvação. Sai-lhes o espírito e eles tornam-se em sua terra: naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos.” Salmo 146:3, 4.
 
Os filhos de Deus vão directamente para o Céu quando morrem?
“Varões irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente, acerca do patriarca David, que ele morreu e foi sepultado, e entre nós está, até hoje, a sua sepultura. Porque David não subiu aos céus.” Actos 2:29, 34.
 
Para onde vão os perdidos quando morrem?
“Que os maus são poupados no dia da calamidade, e socorridos no dia do furor? … Ele é levado à sepultura, e vigiam-lhe o túmulo.” Job 21:30, 32 (Thompson).
 
O que sabe o homem depois de morto?
“Porque os vivos sabem que hão-de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem, tão-pouco, eles têm jamais recompensa, mas a sua memória ficou entregue ao esquecimento. Até o seu amor, o seu ódio e a sua inveja já pereceram, e já não têm parte alguma neste século, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.” Eclesiastes 9:5, 6.
 
Resta alguma coisa do conhecimento humano quando o homem está na sepultura?
“Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque, na sepultura, para onde tu vais, não há obra, nem indústria, nem ciência, nem sabedoria alguma.” Eclesiastes 9:10.
 
Para onde vão os mortos quando morrem?
“Se eu olhar a sepultura como a minha casa; se nas trevas estender a minha cama.” Job 17:13.
 
O que é que a Bíblia diz acerca da possibilidade dos mortos louvarem o Senhor?
“Porque na morte não há lembrança de ti; no sepulcro, quem te louvará?” Salmo 6:5.
“Os mortos não louvam ao Senhor, nem os que descem ao silêncio.” Salmo 115:17.
 
Tendo em conta o que a Escritura diz percebe agora que quando alguém morre, essa pessoa não tem conhecimento de nada do que se passa na Terra, e que também terá de esperar pela volta do Dador da Vida, Jesus Cristo, para receber a sua recompensa justa?
Muitas pessoas crêem que quando morremos vamos para o Céu ou para o inferno. Devemos acreditar nas pessoas ou na Bíblia?
 
Segundo a Bíblia quantos serão ressuscitados?
“Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal, para a ressurreição da condenação.” João 5:28, 29.
 
Quem tem poder para chamar os mortos da sepultura?
“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.” João 11:25.
 
Quando é que os mortos sairão das suas sepulturas?
“Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim, também, aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos, para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu, com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.” I Tessalonicenses 4:13-16.
 
Quem terá o privilégio da vida eterna?
“Porque Deus amou o mundo, de tal maneira, que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16.
 
Que duas coisas Deus usou para fazer do homem uma alma vivente?
“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em seus narizes o fôlego da vida: e o homem foi feito alma vivente.” Génesis 2:7.
 
O que acontece ao “fôlego da vida” ou “espírito” na morte?
“E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.” Eclesiastes 12:7.
 
O que é que Jesus chamou à morte?
“Assim falou; e depois disse-lhes: Lázaro, o nosso amigo, dorme, mas vou despertá-lo do sono. Disseram, pois, os seus discípulos: Senhor, se dorme, estará salvo. Mas Jesus dizia isto da sua morte; eles, porém, cuidavam que falava do repouso do sono. Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto.” João 11:11-14.
 
 

A Segunda Vinda de Cristo

 
Que promessa fez Cristo relativamente à Sua vinda?
“Não se turbe o vosso coração: credes em Deus, crede, também, em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. E, se eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós, também.” João 14:1-3.
 
O que sucederá após o cumprimento dos sinais da vinda de Cristo?
“E então verão vir o Filho do homem, numa nuvem, com poder e grande glória.” Lucas 21:27.
 
Na ascensão de Cristo como prometeram os anjos que seria a Sua vinda?
“E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois varões, vestidos de branco. Os quais lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que de entre vós foi recebido em cima, no céu, há-de vir, assim, como para o céu o vistes ir.” Actos 1:10, 11.
 
Como é que Paulo expressa esta esperança?
“Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo.” Tito 2:13.
 
Qual é o testemunho de Pedro relativamente a este assunto?
“Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade.” 2 Pedro 1:16.
 
Estarão os habitantes da Terra preparados para O receber?
“Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele.” Apocalipse 1:7.
 
Porque é que muitos não estarão preparados para este acontecimento?
“Porém, se aquele mau servo disser consigo: O meu Senhor tarde virá. E começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os temulentos. Virá o Senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe. E separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes.” Mateus 24:48-51.
 
O que é que o mundo estará a fazer quando Cristo vier?
E, como foi nos dias de Noé, assim será, também, a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca. E não o perceberam, até que veio o dilúvio e os levou a todos, assim será, também, a vinda do Filho do homem.” Versículos 37-39.
“Como, também, da mesma maneira, aconteceu nos dias de Loth: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam. Mas, no dia em que Loth saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do homem se há-de manifestar.” Lucas 17:28-30.
 
Quem é que não permite que os homens recebam o Evangelho de Cristo?
“Nos quais o deus deste século [Satanás] cegou os entendimentos dos que não crêem, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” 2 Coríntios 4:4.

NOTA: “A meu ver esta preciosa doutrina – devo chamar-lhe assim – da vinda do Senhor a esta Terra é ensinada, no Novo Testamento, tal como qualquer outra doutrina; no entanto, só ao fim de quinze ou dezasseis anos de Igreja é que ouvi um sermão acerca dela. As Igrejas falam constantemente do baptismo, mas nas epístolas de Paulo creio que só se fala no baptismo treze vezes, enquanto que se fala da vinda do Senhor cinquenta vezes; e apesar disso, a Igreja tem apresentado pouco acerca deste assunto. Agora, consigo ver uma razão por que isso acontece; o diabo não quer que vejamos esta verdade já que nada despertaria mais a Igreja. No momento em que uma pessoa interioriza a verdade de que Jesus Cristo voltará outra vez para levar os Seus seguidores para Si mesmo, este mundo deixa de lhe interessar. As reservas de combustível e de água, as acções no banco, os caminhos-de-ferro já não chamam a sua atenção. O seu coração está livre e anseia pelo bendito regresso do seu Senhor, que, na Sua vinda, a levará para o Seu glorioso reino.” – D. L. Moody, The Second Coming of Christ (Revell), pp. 6,7.
Esse Jesus, que de entre vós foi recebido em cima, no céu, há-de vir, assim, como para o céu o vistes ir, é a promessa que Jesus deixa aos Seus discípulos, transmitida pelos dois homens vestidos de branco, à medida que uma nuvem O recebia, levando-O para longe da vista deles. Quando, em glória, cinquenta anos depois, Ele quebra o silêncio e fala, mais uma vez, por intermédio do Seu servo João, no Apocalipse – o Evangelho pós-ascensão – começa por dizer: ‘Eis que vem com as nuvens’ e termina com: ‘Eis que cedo venho.’ Tendo em consideração a ênfase solene assim posta nesta doutrina, e considerando a grande importância que lhe é dada em todos os ensinos do nosso Senhor e dos Seus apóstolos, como é que durante os meus primeiros cinco anos como pastor não a incorporei nos meus sermões? Com certeza que a razão recai sobre a falta de instrução que me foi dada na infância. De todos os sermões que ouvi na minha juventude, não me lembro de ter ouvido nem um sequer acerca deste assunto.” A. J. Gordon, How Christ Came to Church, pp. 44, 45.
 
Quando é que os salvos serão semelhantes a Jesus?
“Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque, assim como é, o veremos.” 1 João 3:2.
 
A vinda de Cristo trará alguma recompensa?
“Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará, a cada um, segundo as suas obras.” Mateus 16.27. “Eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.” Apocalipse 22:12.
 
A quem é prometida a salvação aquando da volta de Cristo?
“Assim, também, Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para a salvação.” Hebreus 9:28.
 
Como é que esta esperança influencia a nossa vida?
“Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque, assim como é, o veremos. E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.” 1 João 3:2, 3.
 
A quem é prometida uma coroa de justiça?
“Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.
Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas, também, a todos os que amarem a sua vinda.” 2 Timóteo 4:6-8.
 
O que dirão aqueles que aguardam Jesus no dia da Sua vinda?
“E, naquele dia, se dirá: Eis que este é o nosso Deus, a quem aguardávamos, e ele nos salvará: este é o Senhor, a quem aguardávamos: na sua salvação, gozaremos e nos alegraremos.” Isaías 25:9.
 
É conhecida a hora exacta da vinda de Cristo?
“Porém, daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas unicamente meu Pai.” Mateus 24:36.
 
Tendo em vista este acontecimento o que é que Cristo diz que devemos fazer?
Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há-de vir o vosso Senhor.” Mateus 24:42.

NOTA: “Para os confiantes e para os descuidados Ele virá como um ladrão na noite: para os Seus, virá como o seu Senhor.” – Henry Alford, The New Testament for English Readers, vol. 1, parte 1, pág. 170.
“A atitude mais correcta do Cristão é estar sempre à espera da vinda do seu Senhor.” – D. L. Moody, The Second Coming of Christ (Revell), pág. 9.
 
De que nos preveniu Cristo para que não fôssemos apanhados de surpresa por este grande acontecimento?
“E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós, de improviso, aquele dia. Porque virá como um laço, sobre todos os que habitam na face de toda a terra.” Lucas 21:34-36.
 
Que graça cristã somos aconselhados a exercitar enquanto esperamos ansiosos por este evento?
“Sede, pois, irmãos, pacientes até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós, também, pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do Senhor está próxima.” Tiago 5:7, 8.
 
 

O Lar dos Salvos

 
Com que objectivo foi criada a Terra?
“Porque assim diz o Senhor que tem criado os céus, o Deus que formou a terra e a fez; ele a estabeleceu, não a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada.” Isaías 45:18.
 
A quem concedeu Deus a Terra?
“Os céus são os céus do Senhor; mas a terra deu-a ele aos filhos dos homens.” Salmo 115:16.
 
Com que finalidade foi criado o homem?
“Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo dos seus pés.” Salmo 8:6.
 
Como é que o homem perdeu o seu domínio?
Através do pecado. Romanos 5:12; 6:23.
 
A quem é que o homem cedeu o domínio da Terra quando o perdeu?
“Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo.” 2 Pedro 2:19.
 
NOTA: O homem foi vencido por Satanás no Jardim do Éden e aí submeteu-se, entregando as suas possessões nas mãos de Satanás.
 
Ao tentar Cristo o que é que Satanás reclamou como seu?
“E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe, num momento de tempo, todos os reinos do mundo. E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero.” Lucas 4:5, 6.
 
Que promessa de restauração fez o Senhor através de Miqueias?
“E a ti, ó torre do rebanho, monte da filha de Sião, a ti virá; sim, a ti virá o primeiro domínio, o reino da filha de Jerusalém.” Miqueias 4:8.
 
Porque é que Cristo disse que os mansos são bem-aventurados?
“Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.” Mateus 5:5.
 
NOTA: Esta herança não se pode receber nesta vida, porque aqui os verdadeiros mansos geralmente usufruem pouco das coisas boas da Terra.
 
Segundo o salmista quem são os detentores da prosperidade?
“Pois eu tinha inveja dos soberbos, ao ver a prosperidade dos ímpios… Os olhos deles estão inchados de gordura: superabundam as imaginações do seu coração.” Salmo 73:3-7.
 
Que promessa foi feita a Abraão relativamente à terra?
“E disse o Senhor a Abrão, depois que Loth se apartou dele: Levanta agora os teus olhos e olha, desde o lugar onde estás, para a banda do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente. Porque toda esta terra que vês, te hei-de dar a ti, e à tua semente, para sempre.” Génesis 13:14, 15.
 
O que é que esta promessa incluía?
Porque, a promessa de que havia de ser herdeiro do mundo, não foi feita pela lei a Abraão, ou à sua posteridade, mas pela justiça da fé.” Romanos 4:13.
 
Que porção da terra de Canaã pertenceu a Abraão durante a sua vida?
E não lhe deu nela herança, nem ainda o espaço de um pé, mas prometeu que lhe daria a posse dela, e, depois dele, à sua descendência, não tendo ele filho.” Actos 7:5. (Ver Hebreus 11:13.)
 
Quem é a semente a quem esta promessa foi feita?
“Ora as promessas foram feitas a Abraão e à sua posteridade. Não diz: E às posteridades, como falando de muitas, mas como de uma só: E à tua posteridade, que é Cristo.” Gálatas 3:16.
 
Quem são os herdeiros da promessa?
“E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros, conforme a promessa.” Versículo 29.
 
Porque é que estes homens importantes do passado não receberam a promessa?
“E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não alcançaram a promessa. Provendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossem aperfeiçoados.” Hebreus 11:39, 40.
 
O que irá acontecer à nossa Terra no dia do Senhor?
“Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra e as obras que nela há se queimarão.” 2 Pedro 3:10.
 
O que ocorrerá depois deste grande flagelo?
“Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.” Versículo 13.
 
NOTA: Aquando da vinda de Cristo, os ímpios vivos morrerão e os santos serão levados para o Céu para viverem com Cristo durante mil anos, ou até que os ímpios de todas as épocas sejam julgados e chegue a hora da sua destruição, e da purificação da Terra, através do fogo do último dia. Depois disto, a Terra será formada de novo e o homem, redimido do pecado, terá o domínio, como antes.
 
A que promessa do Velho Testamento se referiu Pedro?
“Porque, eis que eu crio céus novos e nova terra; e não haverá lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão.” Isaías 65:17.
 
O que foi mostrado em visão ao apóstolo João?
“E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.” Apocalipse 21:1.
 
Como é que Isaías descreveu a vida na “nova Terra”?
“E edificarão casas, e as habitarão; e plantarão vinhas e comerão o seu fruto. Não edificarão para que outros habitem; não plantarão para que outros comam; porque os dias do meu povo serão como os dias da árvore, e os meus eleitos gozarão das obras das suas mãos, até à velhice. Não trabalharão debalde, nem terão filhos para a perturbação; porque são a semente dos benditos do Senhor, e os seus descendentes com eles.” Isaías 65:21-23.
 
Com que prontidão serão realizados os seus desejos?
“E será que, antes que clamem, eu responderei; estando eles ainda falando, eu os ouvirei.” Versículo 24.
 
Que situação de paz reinará em toda a Terra nessa altura?
“O lobo e o cordeiro se apascentarão juntos, e o leão comerá palha como o boi, e pó será a comida da serpente. Não farão mal nem dano algum, em todo o meu santo monte, diz o Senhor.” Versículo 25.
 
Que momentos estarão reservados para a adoração na nova Terra?
“Porque, como os céus novos, e a terra nova, que hei-de fazer, estarão diante da minha face, diz o Senhor, assim há-de estar a vossa posteridade e o vosso nome. E será que, desde uma lua nova até à outra, e desde um sábado até ao outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o Senhor.” Isaías 66:22, 23.
 
O que farão depois os resgatados do Senhor?
“E os resgatados do Senhor voltarão, e virão a Sião com júbilo: e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças: gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido. Isaías 35:10.
 
 
Eis que estou à porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” Apocalipse 3:20.
 
Eu abro a porta e convido Jesus a entrar no meu coração agora mesmo.
Controla a minha vida. Entra no meu coração. Quero que sejas o meu Salvador e o meu Senhor.
Quero ser uma nova criatura em Cristo e obter os frutos do Seu Espírito: amor, alegria, paz, longanimidade, bondade e lealdade.
 
Selado com a minha assinatura
(Selo – Vida Eterna em Jesus)
Data
 
Jesus no meu coração…
Traz-me felicidade.
 
 

Adicionar um comentário

O código HTML será mostrado como texto e os endereços web serão convertidos automaticamente.

Feed dos comentários desta entrada